Existem pessoas que ferem, e pessoas que curam

 In Comportamento
Texto de Ivonete Rosa
Instagram: @ivoneterosa.escritora

Existem pessoas que ferem, e pessoas que curam

Ao ler esse texto, eu acredito que surgirão em sua mente algumas pessoas que se enquadram nesses dois perfis: pessoas que ferem e pessoas que curam.

Não tem como passarmos pela vida sem nos depararmos com elas. As pessoas com o dom de machucar, são aquelas que sentem-se fortemente recompensadas quando percebem que feriram alguém. Parece que a alegria delas é nutrida pelo desgosto do outro. Quer acabar com o dia de uma pessoa amargurada? Compartilhe uma alegria com ela. Ela vai tratar de te convencer de que você está delirando, que sua alegria não é para tanto, que você pode cair do cavalo… que você precisa manter os pés no chão.

No geral, são pessoas machucadas que transformaram as suas dores em ressentimentos e, consequentemente, em armas para ferir outras vidas. Quando estamos fragilizados, essas pessoas causam um verdadeiro estrago em nosso emocional, agindo como verdadeiros vampiros, elas captam a nossa vulnerabilidade e fazem a festa. Se você emagreceu e está feliz, ela vai fazer questão de te dizer que você ficou com cara de doente e que você estava melhor quando estava gorda. Se você foi aprovado num concurso público, ela vai te dizer que ouviu dizer que o concurso teve fraude e que vai ser anulado. Enfim, ela vai ter sempre um problema para cada solução.

Conforme vamos adquirindo imunidade emocional, vamos aprendendo a lidar com essas pessoas. Passamos, então, a percebê-las como seres que estão, muitas vezes, em busca de um abraço, de uma palavra de carinho, de um elogio, de um acolhimento. Quanto maior a aspereza, maior a fragilidade delas.

Em contrapartida, existem aquelas pessoas que são puro bálsamo, são um verdadeiro sol em nossos dias nublados.  São pessoas que nos estendem a mão, que nos encorajam, que nos trazem à memória aquilo que nos dão esperança.

São verdadeiras bússolas divinas que nos norteiam quando estamos desorientados. É uma riqueza ter por perto quem acredita em nós, nos aceita e nos acolhe. Elas nos encorajam e nos lembram de que nada é eterno e que dias bons e ruins passam. São pessoas habilidosas em lidar com a vulnerabilidade do outro, são calmaria em meio à tempestade. Marque aqui as pessoas que vieram à sua lembrança. Elas vão amar saber.

Posts Recentes

Deixe um Comentário