Somos felizes não pelos dias de sol, mas por como enfrentamos as tempestades.

 In Reflexão/Espiritualidade

 

O correr da vida é como o clima da natureza. Um dia tem sol e nos sentimos livres. Queremos sair, encher-nos de alegria. Noutro, vem o temporal. Tudo fica sem sentido. Preferimos nos esconder em casa e encontrar proteção. Existem aqueles dias nublados, sem graça, que desanimam. Ou aqueles com chuvinhas finas e constantes que acabam com nosso humor. Por outro lado, somos gratos pelas chuvas de verão com seu cheiro bom de terra molhada e seu frescor, o qual nos preenche com a esperança de que coisas boas acontecem na hora certa. Mas e as tempestades?

Ah! As tempestades… Algumas são passageiras, outras são mais pesadas. Elas podem lhe pegar desprevenido ou não, mas sempre vêm com força. Não existe quem não conheça nenhuma, nem outra, mas existem aqueles que conhecem todas. Às vezes, elas apenas ameaçam cair e se vão, porém, existem aquelas que parece que o mundo vem a baixo. Há quem consiga proteção, há quem não. Existem duas coisas muito importantes sobre as tempestades: elas invariavelmente trazem e levam algo. Podem derrubar casas ou salvar safras da seca, mas sempre transformam alguma coisa deixando o aprendizado. A outra coisa é que, por mais aterrorizadora que possam ser, elas sempre passam. Tudo que se tem de fazer é jamais esquecer disso.

É a força que temos para enfrentá-las que define o tipo de vida que teremos. Tempestades são inevitáveis, não temos como lutar contra o seguir da natureza. Aceitar a instabilidade do tempo e se preparar para as vulnerabilidades da vida é o que de mais sensato podemos fazer. Porque é preciso resistir aos vendavais no caminho. Afinal, por mais coisas que ela derrube, por mais inundações que cause, por mais forte que seja o vento que a acompanha, ela vai embora e nós temos de ficar.

Muitas vezes você se depara com a dor e a solidão de um destruidor temporal. Sua principal missão é manter-se vivo para tirar o aprendizado que o universo lhe enviou, pois depois da tempestade, vem o arco-íris, mas após um arco-íris, uma nova tempestade não tarda a chegar. O belo da vida é que entre uma e outra, sempre haverá tempo para ser feliz…

 

 

 

 

 

Posts Recentes

Deixe um Comentário