O melhor da festa é a sua espera!

detalhemneu

O melhor da festa é a sua espera!

Carol Daimond – 12 março 2018

girl-2931287_960_720

O primeiro passo, o primeiro dente, a primeira fala. Depois vem a boneca, a bicicleta, primeiro dia de aula, a primeira escrita. Depois, a leitura e, por aí seguimos esperando. Fazemos da jornada da vida um constante sonhar e esperar e, assim, vivemos presos ao passado ou ansiosos com o futuro. É, nunca presentes e focados na realidade do agora.

É como aquela frase que diz, o melhor da festa é esperar por ela.

Acredito que Carlos Drummond teve esse sentimento quando escreveu “ E agora, José?”, tudo pelo que ele esperava havia passado, a festa acabou, o povo foi embora, o que restou? E aí, você parte para um novo projeto. Não há nada de mal nisso, ter sonhos, planos, projetos é o que nos move nesse caminhar da vida.

O grande problema é quando vivemos apenas pelos sonhos, quando estamos tão focados no topo da montanha que perdemos todo o trajeto até chegar lá. Não sentimos o vento bater no rosto, não ouvimos os passarinhos que cantam, não olhamos para a flor que estava no meio daquela rocha, entre as pedras. Perdemos tudo isso, porque estamos esperando tão ansiosos pelo alto da montanha, que não vemos a linda caminhada que acontece durante o percurso.

Isso me lembra quando era criança e esperava o ano todo pelo natal, e como isso demorava, pareciam anos no lugar dos meses. O natal chegava e eu amava passar a noite esperando pelo Papai Noel. Depois que tudo acontecia vinha uma depressãozinha típica de fim de festa e o pensamento surgia: passou tão rápido!

E assim foram os anos de esperar pelas festas, aulas, amigos, amores, sonhos, até o dia que consegui ser aprovada e retirar minha carteira de habilitação.

Foi uma felicidade tão grande, depois de tantas aulas, de tanto suor nas mãos, de tantas pernas bambas e chegou o dia de buscar a dedicação com afinco que passei naqueles últimos meses e, com ela nas mãos, me veio a depressão e eu pensei: e agora? O que vou fazer com ela? Eu não tinha carro, precisava pegar emprestado da minha mãe, não tinha lugares pra ir porque estava sempre com meu namorado que tinha seu próprio carro, enfim, eu percebi que ansiei tanto por aquele momento que não vivi nada nos últimos meses a não ser a concretização daquele ideal.

Não sou contra os sonhos, projetos, idealizações, pelo contrário, acredito muito na possibilidade dos sonhadores. Acredito também que o mundo é mundo e todas as coisas que existem passaram pelas mãos de algum sonhador que foi chamado de louco. O que eu não acredito é na fixação, naquela parte que sufoca de tanto querer, que esquece tudo do agora em nome do futuro tão esperado.

Essa parte que chamamos de ego e quer que você viva de acordo com um padrão, que traz a ansiedade e contamina a sua essência, é nessa parte da história que nos perdemos. Nos permitimos ser enganados pela falsa ilusão de realidade, quando, na verdade, o futuro é como tocar o horizonte, você sempre precisará dar mais um passo.

E como focar no agora? É sempre simples, mas nunca fácil. Focar no agora é sentir o que você está fazendo, qual o aroma, o que vê, onde está colocando seus pés. Esqueça as fotos e selfs por um momento, grave na memória o que só ela pode eternizar, se alimente dos pensamentos bons dos momentos, sempre tem algo lindo acontecendo. Use a contemplação dos momentos como uma chave para a porta do agora. Medite, coloque sua atenção no agora. Quando entrar no carro preste atenção no trajeto, quantas vezes você foi do trabalho pra casa ou vice-versa, no automático?

Já aconteceu com você de desligar a chave e pensar: Como eu cheguei até aqui?  Tudo isso é seu desfoco no presente, deixando sua atenção voltada para aquilo que já passou e não tem como voltar a acontecer, ou então pensando naquela promoção que talvez nunca chegue.

A vida é como um trem em viagem, chega estação, pessoas novas, momentos novos, aprendizados novos, passa estação, e por aí seguimos. O importante é pensar em como você gostaria de chegar à estação final. O que você acredita que realmente levará de tudo isso.

Os momentos em que você passou por eles sem viver ou todas aquelas intensas vivências que você sentiu de verdade, cada festa, cada olhar, sorriso, fala, cada momento que você se entregou para deixar sua alma vibrar em presença no presente.

Aproveite  cada minuto para viver o que a vida te oferece agora, um bom clichê pra acordar sua mente que está iludida pelo ego, esse ego que não permite ver que a vida é presente!

 

Imagem de capa: Pixabay

TEMAS

Posts Recentes

Deixe um Comentário